Como Investir No Tesouro Direto e Ter Rendimento

rendimento tesouro nacionalSaiba como investir no tesouro direto o método que traz maior rentabilidade para suas aplicações e que também protege as economias pessoais da inflação.

O investimento em títulos públicos requer a abertura de uma conta em uma corretora de valores, mas as taxas de custódia são bem mais baixas, em torno de 0,3% ao ano.

Ainda assim, o fato de não serem vendidos nos bancos é um dos obstáculos à sua popularização. “Grandes bancos estão habilitados a oferecer títulos atrelados à inflação, mas não têm interesse porque o investimento no Tesouro Direto concorre com serviços deles”, afirma Samy Dana, economista da Fundação Getulio Vargas e autor do livro Em Busca do Tesouro Direto, lançado pela Editora Saraiva.

CANAIS PARA APLICAÇÃO:

Você pode investir acessando de 3 formas:

· Através do site do Tesouro Direto: com a sua senha, você acessa a área restrita do site e realiza a compra, a venda, a programação de investimentos, a consulta de extrato, dentre outras transações;

· Através do site da sua Instituição Financeira: algumas instituições habilitadas integraram seus sites ao do Tesouro Direto, tornando-se um agente integrado. Isso significa que você pode comprar e vender títulos públicos no site da própria instituição financeira, a qualquer momento, com os mesmos preços e taxas do site oficial.

· Por meio de sua Instituição Financeira: você autoriza sua instituição financeira a negociar títulos públicos em seu nome. Procure saber se a instituição que você escolheu oferece essa funcionalidade.

Esse investimento é para quem:

• Pode esperar para sacar: O Tesouro é uma aplicação de renda fixa, com cobrança de IOF e imposto de renda. Quanto maior o prazo até o saque, menores as alíquotas cobradas.

• Busca rentabilidade média e segurança: Atualmente, o Tesouro é uma das opções com maior rentabilidade entre os investimentos de baixo risco. Mesmo que a Selic se mantenha em 11,75% ao ano, o investimento será mais interessante do que a poupança, que tem retorno médio de 7%, ou do que os fundos de baixo risco, com rentabilidade em torno de 8%.

• Investe sem fazer acompanhamento diário: Os títulos públicos têm volatilidade baixa e não exigem acompanhamento intenso. Mas os prefixados, que têm parte ou a totalidade da remuneração definida no ato da compra, exigem atenção se há intenção de vendê-los antes do vencimento. Se os juros estiverem altos, a venda antecipada poderá acarretar perdas ou baixo retorno.

• Quer boa rentabilidade investindo pouco: O valor mínimo para a aplicação é 10% do valor do título, com limite mínimo de 30 reais e máximo de 1 milhão por mês. A vantagem para quem pode investir pouco é que, diferentemente do que acontece com os fundos de investimento, quem investe 1 milhão ou 30 reais tem o mesmo percentual de retorno.il

Confira agora um vídeo explicando melhor sobre a rentabilidade e o rendimento:

Então é isso ai espero que tenham entendido como investir no tesouro direto, esse método que traz excelentes resultados a longo prazo e conquistar um ótimo retorno da aplicação. Um abraço e até o próximo artigo!